domingo, setembro 05, 2010

APRENDA A ESCREVER UM ARTIGO DISSERTATIVO CURTO OU UMA CRÔNICA DISSERTATIVA

O tipo de texto que pode ser produzido através desta técnica é dissertativo. Tenho empregado este procedimento sempre que preciso escrever um artigo pequeno ou crônica dissertativa e disponho apenas de algumas horas. A estrutura da pirâmide invertida, muito usada nas redações de jornais escritos (papel e internet), agiliza bastante o trabalho e impede que o texto fique muito grande e com excesso de informação. Preste atenção na estrutura, estabeleça o tamanho do texto (em número de caracteres) e siga os dez passos da construção.



I Estrutura


Título (Idéia Principal);

Linha fina (Explicação ou complemento do título);

Parágrafo de introdução (Quem? O quê? Como? Quando? Onde? Por quê?);

Pirâmide invertida (Informações mais relevantes primeiro, menos relevantes depois);

Ponto de corte (Considerar o tamanho do texto de 2300 caracteres e proceder com o “corte” o quanto mais abaixo possível na pirâmide invertida; este procedimento evitará que o texto se prolongue demais ou que o encurtamento do texto até o tamanho ideal prejudique o conteúdo – lembre-se, na pirâmide invertida, os fatos mais relevantes sempre estão no topo, logo depois da introdução, que não sofre o corte; logo abaixo do ponto de corte, encaixa-se a conclusão);

Conclusão (Parágrafo curto que confirma, reitera, o por quê da introdução).



II Roteiro de trabalho


1 Lista das dez informações mais releventes;

2 Agrupamento das dez informações em conjuntos coordenados cada um por uma idéia; num texto, lembre-se de que duas ou três ideias coordenadoras bastam; tem-se, no final, dois ou três conjuntos de informações;

3 Escrita do parágrafo introdutório (tese) que responde diretamente as perguntas Quem? O quê? Como? Quando? Onde? e Por quê?

4 Escrita da conclusão, que reitera diretamente o por quê apresentado na introdução;

5 Voltar à lista das dez informações mais relevantes que, agora, serão ordenadas em ordem de importância;

6 Desenvolver as idéias em parágrafos-padrão, inserindo as informações em ordem decescente de relevância e, a um só tempo, já nos dois parágrafos do topo, conduzindo e preparando o leitor para a conclusão;

7 Escrever o título, que deve apresentar a idéia principal de maneira direta e, se possível, atraente, instigante, impactante;

8 Escrever a linha fina, cujo objetivo é auxiliar o título no processo de sedução do leitor, explicando e completando o título, aproximando-o da ideia principal;

9 Volte à pirâmide invertida e, de baixo para cima, considerando o número total de caracteres desejado (inclusive título, linha fina e créditos), encontrar o ponto de corte;

10 Monte o texto, encaixando a pirâmide invertida entre a introdução e a conclusão; no alto, coloque o título e, abaixo, os créditos; revise a ortografia.



III Observação


Como se trata de uma dissertação, é claro, o texto possui todos os elementos da modalide: a apresentação do ponto de vista a ser defendido já no primeiro parágrafo (introdução), o desenvolvimento da argumentação (defesa fundamentada) e a reafirmação do ponto de vista (conclusão).

Na escrita, o uso de métodos é muito pessoal. Esta técnica é um caminho que encontrei para resolver o problema de tempo e espaço. Também tem sido útil para mim como estímulo da geração de ideias e das relações entre as ideias de maneira rápida. Outras pessoas poderão empregá-lo da mesma forma ou como ponto de partida para o descobrimento da própria técnica.

Um comentário:

Patricky Field disse...

Valeu,
encontrei aqui algo que precisava para começar a escrever meu texto, minha crônica, tinha o tema, as idéias, mas faltava a estrutura.
Abraços.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

MINUTO A MINUTO: A Literatura nos mais importantes jornais do país. Clique na palavra-chave desejada.